12/02/2018

ÁRVORE MUTAMBA

FRUTO MADURO
 FOLHA E FRUTO VERDE

EXTRAÍDO DA CASCA


A MUTAMBA

Algumas pesquisas levaram-me ao que a seguir exponho. Bebendo na oralidade e logo aqui ao pé da porta, Porto Amboim- Kuanza Sul, constatei que esta Mutamba já foi muito usada justamente para o tratamento do cabelo e combate ao piolho. A indústria química e cosmética dá cabo de qualquer concorrência  que venha da medicina alternativa. Embora seja originária da América do Sul, Angola tem muita Mutamba. A região do Seles devido à humidade tem bastante.
Aconselho uma leitura ao sítio a seguir indicado:


https://cenic-mutamba-br.jimdo.com/pesquisas/arvore-da-mutamba/



Confira os Benefícios da Mutamba para Saúde:


 Benefícios da Mutamba Para Saúde do Coração: A Mutamba também é uma grande fonte de Potássio, uma substância que ajuda a controlar a frequência cardíaca e a pressão arterial. Além disso, Os benefícios da Mutamba em sua dieta pode neutralizar o consumo elevado de sódio e outras substâncias que são perigosas para a saúde do coração.


 Benefícios da Mutamba Para Combater o Resfriado: A Mutamba é um poderoso antioxidante e tem propriedades antissépticas que limpam o seu sistema respiratório, sendo assim um excelente tratamento para o resfriado comum.

 Benefícios da Mutamba Para o Sistema Imunológico: A Mutamba fortalece o sistema imunológico por ser rica em vitamina C.

 Benefícios da Mutamba Para Prevenir a Asma: A Mutamba é rica em Vitamina B6, que ajuda a reduzir a inflamação brônquica e prevenir ataques asmáticos.

 Benefícios da Mutamba Para Pele: O óleo da Mutamba tem a propriedade de manter a pele revitalizada através das suas propriedades energizadoras e emolientes. Além disso, o óleo de Mutamba possui um eficiente filtro solar que diminui o ressecamento da pele e também possui propriedades que proporcionam elasticidade para a pele  e combate o envelhecimento.

 Benefícios da Mutamba Para os Cabelos: A Mutamba tem muitos benefícios para o cabelo, tanto para as raízes como para as pontas.

 Benefícios da Mutamba Para Combater a Anemia: A Mutamba servem como um estimulante, expectorante e hematínico. Além disso, a Mutamba é uma fonte de Ferro, tornando-se útil no tratamento da anemia.

 Benefícios do Mutamba Para a Cicatrização: Óleo de Mutamba é fonte de vitamina E, ele auxilia no processo de regeneração celular.


Conheça a Mutumba 
 É uma árvore perenifália (as folhas caem depois de uma seca prolongada). As árvores maiores atingem dimensões próximas de 30 metros de altura e 60 centímetros de diâmetro na idade adulta. Seu tronco é reto a levemente tortuoso, curto, frequentemente ramificado a baixa altura. Sua ramificação á dicotômica. A copa é densa e larga, tipicamente umbeliforme; com galhos horizontais e ligeiramente pendentes, com as folhas agrupadas em duas fileiras ao longo dos ramos. Sua casca tem espessura de até 12 mm.
 O trabalho de Paulo Gouveia se refere à Guazulma ulmifolia (Mutamba), cujo uso mostrou eficácia no tratamento da febre amarela, registrando eficiência como inibidor viral, através de um tipo específico de tanino. Quanto ao vírus HIV testes realizados na Universidade Federal do Rio de Janeiro registraram 100% de inibição sem citotoxicidade celular. Os mesmos testes mostraram grande melhoria e ganho de peso clínico de pacientes recuperados.

 Para o presidente da Frente, vereador João Paulo de Lima, a possibilidade real de cura da Aids precisa ser mais divulgada e conhecida, “por isso tomamos a iniciativa de convidar o responsável pelas pesquisas”.

  A Mutamba possui uma grande quantidade de nutrientes que são essenciais para saúde geral do corpo. Além disso, a mutamba, também chamada de embira, é conhecida por suas maravilhosas propriedades na medicina alternativa. Encontrada em quase todo território brasileiro e em diversos países da América Latina, a planta também é muito usada da confecção de cosméticos, sendo um ótimo segredo de beleza, principalmente para os cabelos.
Cultivando
NOME: MUTAMBA vem do Tupi guarani e significa “Fruta dura”. Também recebe o nome de Guazuma, Mutambo, Araticum bravo, Cabeça-e-negro, Fruta de Macaco e Chico-magro.

Origem: Ocorre em varias formações florestais da América Central e do Sul, aparecendo preferencialmente nas florestas semideciduais do Brasil.

Características: A árvore de 5 a 10 m de altura com tronco 30 a 50 cm de diâmetro, com casca fissurada no sentido vertical, com coloração branca e acinzentada. A copa tem abundante ramagem com folhas alternas, simples com pecíolo ou haste curta de 0,6 a 2 cm de comprimento, de cor amarelada (a partir do outono) para por fim cair no inverno. A lamina foliar tem textura cartácea (de cartolina) com base arredondada e ápice acuminado (com ponta aguda ou comprida), medindo de 5 a 9 cm de comprimento por 2,5  a 5,5 cm de largura, com margem crenada ou dentada e nervuras salientes nas duas faces, e densamente pubescentes (com pequenos pelos) quando jovens e glabras ou lisas quando adultas. A inflorescência é uma cimeira (cacho que termina com uma flor) de formação congesta ou densa e brácteada (que nasce no lugar de uma folha, modificada em inflorescência) com até 20 flores com cerca de 3 mm de comprimento, subsséseis (com cabinho ou pedúnculo muito curto). Formada de cálice (invólucro externo) com 3 lobos valvares (recortes do tecido que se abrem) e corola (invólucro interno) amarelo esverdeado, com 5 pétalas cuculadas (um tipo de apêndice que se alongam sob a base) e unguiculadas (tem forma de unha).

Dicas para cultivo: Planta de crescimento rápido, de clima subtropical e resiste bem a seca de até 5 meses e a geadas de até – 3 grau, pode ser cultivada em todo o Brasil, em qualquer altitude; adapta-se a qualquer tipo de solo, que drenem bem as águas da chuva ou até solos argilosos, sujeito a inundações na beira de rios. Pode ser plantada a pleno sol ou em reflorestamentos mistos com o objetivo de recuperar áreas degradadas

Mudas: As sementes são pequenas, medem 2 mm de comprimento, tem forma de rim e são oleosas. Germinam em 30 a 40 dias se forem plantadas em até 4 meses após colhidas. Pode ser cultivada em jardineiras com substrato rico em matéria orgânica e quando as plântulas tiverem com 10 cm de altura, podem ser transplantadas diretamente para embalagens individuais. as mudas crescem rápido tanto no sol como na sombra atingindo 40 cm com 6 meses de viveiro. Iniciam frutificação com 3 a 4 anos após o plantio.

Plantando: Pode ser plantada a pleno sol como em bosques com árvores grandes bem espaçadas. Espaçamento 6 x 6 m. Faça covas com 40 ou 50 cm nas três dimensões (largura, comprimento e profundidade), adicione a cova 25% de areia e 1 kg de cinzas e 8 litros de matéria orgânica, deixar curtir por 2 meses antes de plantar. A melhor época de plantio é de setembro a dezembro. Irrigar a cada quinze dias nos primeiros 3 meses, depois somente se faltar água na época da florada.

Cultivando: Fazer apenas podas de formação da copa e eliminar os galhos que nascerem na base do tronco e os que nascerem voltados para o interior da copa. Adubar com composto orgânico, pode ser 4 pás cama de frango bem curtida + 30 gr de N-P-K 10-10-10 dobrando essa quantia a cada ano até o 3ª ano, depois adube a cada 2 anos, pois as raízes longas e profundas dessa arvore buscam nutrientes a grande distancias.


Usos: Frutifica nos meses de agosto a outubro. Os frutos têm cor preta quando madura, é do tipo cápsula, toda a parte interna é lenhosa, adocicada e comestível. Os frutos são triturados e consumidos como paçoca doce ou usados para fabricar licor. As flores tem grande potencial melífero para abelhas sem ferrão.

Sem comentários: