25/01/2009

ULUME ( Khoisan )


PHILLIPSON, David, African Archaelogy, Cambridge, Ediç.2ª, 1993

As diferenças físicas a que nós chamamos raças devem-se á selecção natural dos mais aptos na interacção com o meio ambiente que os envolve. A luta pela sobrevivência é comum, observa-se em qualquer forma de vida, e os organismos tendo a capacidade de adaptação, transformam-se.
O ser humano, é em primeira instância, fortemente condicionado pelo Clima e pelas disponibilidades alimentares. Sabe-se que as capacidades físicas e mentais de qualquer ser humano estão directamente relacionadas com as dietas alimentares.
Alguns especialistas acreditam poder detectar as diferenças rácicas e linguísticas a partir da análise genética[1] das populações modernas e das ossadas.
A análise genética sugere[2]que os antepassados dos povos San da Áfrika Meridional cedo se isolaram de outras populações humanas.
Da relação próxima entre os povos San e Khoikhoi, que casaram entre si, ambos são conhecidos e referenciados como Khoisan.
A sua ancestralidade pode ser atestada pelas inúmeras pinturas rupestres que foram deixando pelos caminhos do tempo.
Arte rupestre Khoisan


http://urzeira.blogspot.com/2007/01/kung-san.html

Na zona do Kalahari, encontra-se uma das variadas formas destes caçadores-recolectores, conhecidos pelos Bosquimanos-Hotentote-Bochimane e identificados com a linha Khoisan.
Extensa área partilhada pelos actuais territórios da África do Sul, Namíbia e, sobretudo, Botswana. A Norte, algumas franjas entram por terras angolanas.


Deserto Kalahari

Os Primeiros habitantes do Zimbawe foram os Bosquímanos, Khoi - Khoi, e os agricultores Bantu, que são normalmente, indivíduos que têm uma subsistência ligada à agricultura e/ou à pastorícia. Em 500 - 1000a.C., vieram os Gokomeres (um grupo bantu), que ocuparam aquela zona e escravizaram os povos San.
Passado muitos anos, no século XI nasce a Sociedade Shona, que foi uma das mais ricas e poderosas sociedades, que também era ligada à agricultura. Hoje em dia as línguas faladas são: Shona, Ndebele e Inglês.[3]


Criança Bosquimana

Khoisan, Afro-Asiático, Nígero-Congoleza ( Bantu) e Nilo-Sariano, são as quatro famílias etno-linguísticas do continente Africano e como se pode ver pelo mapa acima as duas famílias a Afro-Asiática e a Nigero-Congoleza ocupam de longe áreas maiores.

[1] M.H. e D.V. Nietecki, Origins of Anatomically Modern Humans, Nova York, 1994.
[2] ILIFFE, John, Os Africanos história de um continente, Lisboa, Ediç.1ª, 1999.
[3] http://www.geocities.com/nucleoantropologia/trabalhos_alunos/mugabe.doc

Sem comentários: