14/01/2009

Dia Internacional dos Povos Bantu.

N'DEBELA CASSULE
"Mil emoções, mil paisagens culturais"

Em Áfrika fica-se fascinado pela forma harmoniosa como grupos étnicos coexistem em muitos países. É verificável esta realidade. Só que por vezes e não são poucas, os ignorantes ( ignorante no sentido daquele que ignora) tecem falácias, ficcionam no âmago dos seus desesperos, acabando por eles próprios acreditarem nas suas mentiras.

As tensões crescem em Áfrika, como em todo o lado, quando as pessoas não vêem outra saída da pobreza a não ser lutar contra os vizinhos por recursos em desaparecimento.

No seu trajecto de Ser Humano me contem por favor quem não o fez assim?

Por outro lado explora-se esta animalidade latente que está em nós ( como seres humanos), veja-se ou oiça-se qualquer noticiário de qualquer País: a desgraça, a intriga a morte são o Pão de que se alimentam; é mais sensacional e retumbante a escrita da morte.

No aconchego dos seus lares, choram até uma lágrima de pena , mas no dia seguinte lá estão na fábrica de armas fabricando mais balas e mísseis. Nem consigo classificar isto de hipocrisia mas sim IGNORÂNCIA

Muitas zonas de Áfrika possuem grande abundância de recursos: os rios da Áfrika Central são activos geradores de energia hidroeléctrica. Tem muita gente que ri e é feliz , existe um futuro.

Transportar modelos de governação que são intrínsecos de uma geografia, porque apelidados de “modernos” “evoluídos” “ civilizados” por isso logo aceites, constitui a meu ver o erro crasso.
Com os falhanços das ditas “evoluídas democracias” verificamos, cruamente, que afinal “ estava o roto a falar do mal remendado?”

Saúdo então o dia o 8 de Janeiro como Dia Internacional dos Povos Bantu.

1 comentário:

Kalaari disse...

Meu irmão,
Obrigado pela visita ao meu blogue. É verdade! Que pena o homem não reconhecer que a paz é o unci caminho para um mundo melhor. Neste dia internacional do meu querido povo Bantu (Os grandes amigos que encontrei na vida, eram orgulhosos e inegualáveis bantus)
congratulo-me consigo. Um abraço grande da
Vera Lucia