01/09/2008

! conclusão clara confusão ?



termos observacionais – termos teóricos
verbo ter – posse
distinção não precisa
precisar – necessidade
t udo pode ser abandonado.
t eoria , experiência – a criança
t endências e leis ? distinção anulada
calada na ausência de cor – noite
! conclusão clara confusão ?
dever e ser – temporários
cravados no futuro… a passar…
estádio primitivo ?
consequência desastrosa? Insisto.
intuição ou experiência
formalidades
inferências
critérios críticos – “ racional”
metodologias respeitadoras da lei – brinquedos
na mão adulta
coleção de palavras de ordem.
somos todos potenciais falsificadores.
a irregularidade é alimento da regra.

indutivismo? no thank’s

2 comentários:

NAELA disse...

Actualidade descrita num poema que expressa a realidade do nossos sentimentos!
Beijo doce

Maria Muadiê disse...

Kim, eu mandei meu endereço para você, mas pelo visto não deu certo. Enviei para um email que estav naquela grupo dos Poetas Independentes.
Como é seu email?
Um abraço,
Martha