26/01/2008

Cratera no Discurso


A contradição provocara lhe uma cratera no discurso, sob um impulso magnânimo , o Ouvinte, não ouviu.
Vindos das camadas profundas do real, desconhecido e conhecido tocam se, num , quase frenesim, quase eróticos; irrompe a divisão escondida.
A Realidade enriquece se mostrando porém a sua essência, não há erro nem falso, anuncia se o Verdadeiro, redundando , o verdadeiro da verdade.

Ah, Ah, Ah, Ah, ... só para descomprimir , a mim.

Antinomias não são fracassos . Lacunas ?
Serão alegrias no meio dos tristonhos desconhecidos e incertos ?
O Ouvinte lembrou se - nenhum líder numa sociedade-bando pode subjugar os que o aceitam à sua vontade e interesses pessoais, também não têm nenhuma placa a dizer " Propriedade Privada".

- Extemporâneo , meu caro , isso foi à dez mil anos . Doutourou lhe ( dizendo) o transformado em cratera no discurso.
Insistentes , sonhos, persistentes ,

Um sonhador!

1 comentário:

Ricardo Rayol disse...

os buracos nos discursos dos líderes são insidiosos e pragmáticos, tiram o eixo, decepam os pés, subjugam a tribo.