17/01/2008

CONTRATODOS / PROTODOS


Cantiga de embalar


Senti numa das minhas inúmeras pontas,

que são meus interiores , um esgar de imcompreensão ao meu dito:
Lésbico machismo.
É crítica , ao conceito não a nós ,carnais seres.
Dirás a mim neste meu direito pavilhão auricular, em tom baixo ,
o outro
( o esquerdo auricular ) nada deve saber...


Na volta revolta do feminismo, fêmeas houveram querer ser o másculo conceito.
Se táva errado de um lado ( o deles)
do outro ( o nosso ) assim se manteria / manteve.
Escuta, ouve me ! te digo : meu macho corpo
alberga uma substância, às vezes de Alma assim chamada.
Ela é feminina, ambivalente , neutral ,
bastas vezes raivosamente macha / fêmeo.

Quero tornar me tua irmã,
gémeo " Causa ".
Deixa chegar me à tua proximidade.
Guia a criança vestida de adulto,
que se perde muita vez
dentro de mim.



xxxxxxx

2 comentários:

Ricardo Rayol disse...

Ou machismo lésbico... obrigado pela visita, tu acertou na mosca.

Cadinho RoCo disse...

Eis aí o tão famoso avêsso do avêsso que existe desde antes existirem os versos de Caetano. Projeção pertinente, intringante e de oporttuna provocação.
Cadinho RoCo