17/08/2007

MARTA PLANTIER

De alguém que em palco consegue " performances " fora do vulgar, arrebatadoras, usa-se a expressão " que aquela artista é um animal de palco".
Esta expressão não serve para a Marta Plantier. Ela é ( a expressão ) demasiado pequena.
Imaginem uma imensa pradaria/savana como palco. Não uma, mas inumeráveis manadas de animais disparando em correrias loucas com mudanças inesperadas de velocidade e intensidade, preenchendo o espaço entre o Céu e a Terra.
Estão vendo/ ouvindo os cascos batucando a Terra Mãe, sob escaldante avermelhado Sol , que umas vezes é nascer, outras pôr do Sol Afrikano?
Então as emoções correm em tropel, estonteantes, a terra estremecendo, mostrando-nos as nuances multicores da vida. Um frenesim auditivo toma conta de nós, esclarecendo como pode ser o turbilhão de um processo criativo.
Eu vejo e sinto a Marta Plantier assim. Todos temos o direito à opinião. Não abdico da minha.
O "Exagero" , ao contrário do que muitos pensam, é a força criadora, por oposição ao normal; o exagero é positivo , é necessário.
Formulo assim o desejo: que a Marta consiga exagerar ainda mais, pois assim preserverá a sua autenticidade.

Nota: Para os "Recadistas" um recado.
" O Céu deu-nos duas orelhas para
escutar e uma boca para falar.
Deveríamos portanto ouvir duas vezes
mais do que falamos."
Provérbio Chinês

2 comentários:

Marta Plantier disse...

Há tanto tempo que lhe/te queria falar.
Não imagina/as quantas emoções viveu este coração durido ao ouvir palavras tão profundamente entendedoras do meu "eu".É tão bom saber que há alguém que me entendeu,alguém que me ouviu de verdade.Lágrimas de absoluto agradecimento correram em mim só pelo simples facto de sentir que nas suas/tuas palavras há uma intenção da verdade.Não é só falar bem,é realmente o que é,alguém que me "viu".Espero poder falar um pouco consigo/contigo brevemente,será sempre um prazer.
Das minhas "entranhas" um enorme e eterno obrigado.
Marta Plantier

Kim disse...

Marta!!!
Falaste de lágrimas...
Pois esse é ,um dos pontos em que somos irmãs. Ouvir-te ( como por exemplo no "Vocês sabem lá" )desperta em mim um choro da alma que se reflecte nos meus olhos quando por eles rolam lágrimas fisícas. Ouvir-te é assim uma terapia como feita por uma "Fada" que com a sua varinha mágica afaga minha alma sequiosa de "Arte".
Já naquele dia que tive o previlégio de ver-te ao vivo ( com a Barbara e demais no Hotel S.Pedro) fiz uma compilação em CD onde te coloquei ao lado das grandes "Divas" da música mundial e de todos os tempos. Fiz o envio para a Bárbara na esperança de que te fosse entregue. Não sei se o recebeste.
Das maravilhosas noites do Coliseum Micaelense, prestei homenagem, colocando num outro blog , um artigo:
http://kimangola.blogspot.com/2007/08/jornal-interestelar.html

A ti revelo que o Núcleo lá mencionado, foste tu. Pelo menos o A. Mardel conhece o texto e até fez o favor de me chamar poeta. Tou até para enviar para ele fotos da noite do Coliseu.

Hoje, neste momento, e após ler tua mensagem, minha alegria aumentou por saber que a mensagem de autenticidade que procurei passar, conseguiu ir ao encontro da tua autenticidade.
Estamos os dois assim de parabéns, porque conseguimos num dado momento, uma união espiritual tranquilamente estimulante.
Por ser esta a única forma de tentar contactar-te ( aqui e agora) e na esperança que voltes ao blogue fica a mensagem.
Aceito e tenho orgulho/prazer em aceitar teu enorme e eterno obrigada vindo das tuas "entranhas".Foi um doce afago para o meu Ego.
Força e fica bem

Kim