01/02/2007

ESTRELAS

Estrelas que empequenam o universo,
tornando-o, junto a nós!

Encheram a terra de fronteiras,
carregaram o céu de bandeiras.
Mas só há duas nações- a dos vivos e a dos mortos.
(Juca Sabão)
O mundo
já não era um lugar de viver.
Agora, já nem de morrer é.
(Avô Mariano)
Acordar não é de dentro.
Acordar é ter saída.
(João Cabral de Melo Neto)
A mãe é eterna,
O pai é imortal.
(Dizer de Luar-do-Chão)
Assim esteve Deus, para mim:
primeiro, ausente;
depois, desaparecido.
(Fulano Malta)
O bom do caminho é haver volta.
Para ida sem vinda basta o tempo
(Curozero Muando)
Solteira, chorei,
casada, já nem pranto tive.
Viúva, a lágrima teve saudade de mim.
(Miserinha)
Eis a diferença:
os que, antes, morriam de fome
passaram a morrer por falta de comida.
(Taberneiro Tuzébio)
A lua anda devagar
mas atravessa o mundo.
( Provérbio Africano)

Sem comentários: