23/01/2007

KIMANGUISSES


"Nzumbi"

Era ouro que vinha nas águas
rindo na varanda da imaginação
batida pelo sol.

Olharam-se ambos...

O vento do cacimbo
penetrou,
suave nos nossos corpos.

Não te levantaste, ninguém falou,
ficamos, juntos ,quietos
deixando embranquecer os cabelos,
sorrindo.

Febril delírio, tudo
nos vem à memória, as palavras
belas e rudes, são
mistérios para nós.
A velha Mãe , Vida,
olhando-nos... sorrindo.

A cabeça ardia-nos em febre
os corpos já esquecidos,
no hálito quente, toque leve
de nossas almas.

Olharam-se ambos...
Kimang

1 comentário:

Gwendolyn disse...

Oi, meu querido mano Kim.

Não imaginas o quanto fico feliz quando escreves um poema com êste que a minha alma entende tão bem, porque sabes como tocar a minha alma com doçura e intensidade. Também fiquei muito emocionada quando vi lá a minha foto. Obrigada pelo carinho.

Beijos

Gwen