12/02/2018

ÁRVORE MUTAMBA

FRUTO MADURO
 FOLHA E FRUTO VERDE

EXTRAÍDO DA CASCA


A MUTAMBA

Algumas pesquisas levaram-me ao que a seguir exponho. Bebendo na oralidade e logo aqui ao pé da porta, Porto Amboim- Kuanza Sul, constatei que esta Mutamba já foi muito usada justamente para o tratamento do cabelo e combate ao piolho. A indústria química e cosmética dá cabo de qualquer concorrência  que venha da medicina alternativa. Embora seja originária da América do Sul, Angola tem muita Mutamba. A região do Seles devido à humidade tem bastante.
Aconselho uma leitura ao sítio a seguir indicado:


https://cenic-mutamba-br.jimdo.com/pesquisas/arvore-da-mutamba/



Confira os Benefícios da Mutamba para Saúde:


 Benefícios da Mutamba Para Saúde do Coração: A Mutamba também é uma grande fonte de Potássio, uma substância que ajuda a controlar a frequência cardíaca e a pressão arterial. Além disso, Os benefícios da Mutamba em sua dieta pode neutralizar o consumo elevado de sódio e outras substâncias que são perigosas para a saúde do coração.


 Benefícios da Mutamba Para Combater o Resfriado: A Mutamba é um poderoso antioxidante e tem propriedades antissépticas que limpam o seu sistema respiratório, sendo assim um excelente tratamento para o resfriado comum.

 Benefícios da Mutamba Para o Sistema Imunológico: A Mutamba fortalece o sistema imunológico por ser rica em vitamina C.

 Benefícios da Mutamba Para Prevenir a Asma: A Mutamba é rica em Vitamina B6, que ajuda a reduzir a inflamação brônquica e prevenir ataques asmáticos.

 Benefícios da Mutamba Para Pele: O óleo da Mutamba tem a propriedade de manter a pele revitalizada através das suas propriedades energizadoras e emolientes. Além disso, o óleo de Mutamba possui um eficiente filtro solar que diminui o ressecamento da pele e também possui propriedades que proporcionam elasticidade para a pele  e combate o envelhecimento.

 Benefícios da Mutamba Para os Cabelos: A Mutamba tem muitos benefícios para o cabelo, tanto para as raízes como para as pontas.

 Benefícios da Mutamba Para Combater a Anemia: A Mutamba servem como um estimulante, expectorante e hematínico. Além disso, a Mutamba é uma fonte de Ferro, tornando-se útil no tratamento da anemia.

 Benefícios do Mutamba Para a Cicatrização: Óleo de Mutamba é fonte de vitamina E, ele auxilia no processo de regeneração celular.


Conheça a Mutumba 
 É uma árvore perenifália (as folhas caem depois de uma seca prolongada). As árvores maiores atingem dimensões próximas de 30 metros de altura e 60 centímetros de diâmetro na idade adulta. Seu tronco é reto a levemente tortuoso, curto, frequentemente ramificado a baixa altura. Sua ramificação á dicotômica. A copa é densa e larga, tipicamente umbeliforme; com galhos horizontais e ligeiramente pendentes, com as folhas agrupadas em duas fileiras ao longo dos ramos. Sua casca tem espessura de até 12 mm.
 O trabalho de Paulo Gouveia se refere à Guazulma ulmifolia (Mutamba), cujo uso mostrou eficácia no tratamento da febre amarela, registrando eficiência como inibidor viral, através de um tipo específico de tanino. Quanto ao vírus HIV testes realizados na Universidade Federal do Rio de Janeiro registraram 100% de inibição sem citotoxicidade celular. Os mesmos testes mostraram grande melhoria e ganho de peso clínico de pacientes recuperados.

 Para o presidente da Frente, vereador João Paulo de Lima, a possibilidade real de cura da Aids precisa ser mais divulgada e conhecida, “por isso tomamos a iniciativa de convidar o responsável pelas pesquisas”.

  A Mutamba possui uma grande quantidade de nutrientes que são essenciais para saúde geral do corpo. Além disso, a mutamba, também chamada de embira, é conhecida por suas maravilhosas propriedades na medicina alternativa. Encontrada em quase todo território brasileiro e em diversos países da América Latina, a planta também é muito usada da confecção de cosméticos, sendo um ótimo segredo de beleza, principalmente para os cabelos.
Cultivando
NOME: MUTAMBA vem do Tupi guarani e significa “Fruta dura”. Também recebe o nome de Guazuma, Mutambo, Araticum bravo, Cabeça-e-negro, Fruta de Macaco e Chico-magro.

Origem: Ocorre em varias formações florestais da América Central e do Sul, aparecendo preferencialmente nas florestas semideciduais do Brasil.

Características: A árvore de 5 a 10 m de altura com tronco 30 a 50 cm de diâmetro, com casca fissurada no sentido vertical, com coloração branca e acinzentada. A copa tem abundante ramagem com folhas alternas, simples com pecíolo ou haste curta de 0,6 a 2 cm de comprimento, de cor amarelada (a partir do outono) para por fim cair no inverno. A lamina foliar tem textura cartácea (de cartolina) com base arredondada e ápice acuminado (com ponta aguda ou comprida), medindo de 5 a 9 cm de comprimento por 2,5  a 5,5 cm de largura, com margem crenada ou dentada e nervuras salientes nas duas faces, e densamente pubescentes (com pequenos pelos) quando jovens e glabras ou lisas quando adultas. A inflorescência é uma cimeira (cacho que termina com uma flor) de formação congesta ou densa e brácteada (que nasce no lugar de uma folha, modificada em inflorescência) com até 20 flores com cerca de 3 mm de comprimento, subsséseis (com cabinho ou pedúnculo muito curto). Formada de cálice (invólucro externo) com 3 lobos valvares (recortes do tecido que se abrem) e corola (invólucro interno) amarelo esverdeado, com 5 pétalas cuculadas (um tipo de apêndice que se alongam sob a base) e unguiculadas (tem forma de unha).

Dicas para cultivo: Planta de crescimento rápido, de clima subtropical e resiste bem a seca de até 5 meses e a geadas de até – 3 grau, pode ser cultivada em todo o Brasil, em qualquer altitude; adapta-se a qualquer tipo de solo, que drenem bem as águas da chuva ou até solos argilosos, sujeito a inundações na beira de rios. Pode ser plantada a pleno sol ou em reflorestamentos mistos com o objetivo de recuperar áreas degradadas

Mudas: As sementes são pequenas, medem 2 mm de comprimento, tem forma de rim e são oleosas. Germinam em 30 a 40 dias se forem plantadas em até 4 meses após colhidas. Pode ser cultivada em jardineiras com substrato rico em matéria orgânica e quando as plântulas tiverem com 10 cm de altura, podem ser transplantadas diretamente para embalagens individuais. as mudas crescem rápido tanto no sol como na sombra atingindo 40 cm com 6 meses de viveiro. Iniciam frutificação com 3 a 4 anos após o plantio.

Plantando: Pode ser plantada a pleno sol como em bosques com árvores grandes bem espaçadas. Espaçamento 6 x 6 m. Faça covas com 40 ou 50 cm nas três dimensões (largura, comprimento e profundidade), adicione a cova 25% de areia e 1 kg de cinzas e 8 litros de matéria orgânica, deixar curtir por 2 meses antes de plantar. A melhor época de plantio é de setembro a dezembro. Irrigar a cada quinze dias nos primeiros 3 meses, depois somente se faltar água na época da florada.

Cultivando: Fazer apenas podas de formação da copa e eliminar os galhos que nascerem na base do tronco e os que nascerem voltados para o interior da copa. Adubar com composto orgânico, pode ser 4 pás cama de frango bem curtida + 30 gr de N-P-K 10-10-10 dobrando essa quantia a cada ano até o 3ª ano, depois adube a cada 2 anos, pois as raízes longas e profundas dessa arvore buscam nutrientes a grande distancias.


Usos: Frutifica nos meses de agosto a outubro. Os frutos têm cor preta quando madura, é do tipo cápsula, toda a parte interna é lenhosa, adocicada e comestível. Os frutos são triturados e consumidos como paçoca doce ou usados para fabricar licor. As flores tem grande potencial melífero para abelhas sem ferrão.

02/07/2016

ÁRVORE CURA TUDO - NEEM

Árvore cura tudo
Azadirachta indica
amargosa, nim, neem


Azadirachta indica
Azadirachta indica
A. Juss.

Azadirachta indica A. Juss., conhecida pelos nomes comuns de amargosa e nim (do hindi: नीम, nīm, também grafado como neem, segundo a transliteração inglesa), é uma árvore da família Meliaceae, com distribuição natural no sul da Ásia e utilizada na produção de madeira e para fins medicinais.

Descrição

É uma das três espécies do gênero Azadirachta, juntamente com Azadirachta siamensis Val. e Azadirachta excelsa (Jack) Jacobs (também chamada Azadirachta integrifoliola Merr. ), nativa da Índia e da Birmânia.
Pertence à família do mogno e do cedro. São árvores de grande porte, podendo atingir até 30m de altura e 2,5m de diâmetro. Nativa de todo o subcontinente indiano, é resistente a seca. Além de fornecer madeira, é muito conhecida por suas propriedades medicinais e terapêuticas encontradas nas sementes, nas folhas e na casca.

As folhas são verdes escuras, e possuem um aroma característico, fazem parte de inflorescências, com cerca de 25 cm de comprimento. As folhas normalmente aglomeram-se nos extremos dos ramos e têm coloração verde intensa. O fruto é uma baga ovalada de cor verde-clara, depois torna-se amarelo com polpa macia e amarga quando maduro. A semente possui casca fina, no entanto, bastante rígida. Mas a maior utilização do nim, sem dúvida alguma, é na fabricação dos chás.



ECOLOGIA
Poluição, extinção de animais, esgotamento dos recursos naturais, catástrofes climáticas e efeito estufa são alguns dos problemas que a humanidade vem enfrentando por conta de sua irresponsabilidade perante o meio ambiente. Com isso, a busca por recursos naturais que sejam renováveis e menos impactantes tem sido uma prática incessante. Uma das mais surpreendentes descobertas é uma árvore que tem potencial para amenizar danos ambientais e sanitários em âmbito global: o neem, que pode ser usado de várias maneiras em diferentes tipos de produtos.
O neem tem capacidade para suportar condições extremas de calor e poluição da água, melhora a fertilidade do solo e reabilita terras degradadas. Além disso, essa árvore desempenha um papel importante no controle da erosão do solo, na salinização e prevenção contra os efeitos de inundações. A árvore de neem é um dos mais poderosos desintoxicantes, antibacterianos e inseticidas naturais que existem.
Com relação às teorias que falam da toxicidade desta árvore, não se pode afirmar que estas sejam totalmente certas. Inclusive o neem está avaliado pelas autoridades da Índia para o seu uso em preparados medicinais.

A IMPORTÂNCIA MEDICINAL DO NEEM

Advertência
  
Todos os tipos de chá tomados podem ser perigosos, chegando ao ponto de fazerem mal. Principalmente, quando tomados em excesso.
Você deve levar em conta que também se comercializa em comprimidos ou pode se obter o óleo de extrato das sementes. Neste último caso, o uso do óleo é unicamente externo, ideal para alguns problemas da pele.
As pesquisas já realizadas são ainda insuficientes para avaliar os benefícios da planta.Em adultos, o uso do nim durante períodos curtos é seguro, mas o uso a longo prazo pode ser prejudicial aos rins ou ao fígado. Para crianças pequenas, o óleo de nim é tóxico e pode levar à morte. O nim também pode causar aborto, infertilidade e baixo nível de açúcar no sangue.

Propriedades medicinais

Antibacteriano, anti-helmíntico, antiemético, antifúngico, anti-inflamatório, antisséptico, antivirótico, hipoglicêmico, imunoestimulante, espermicida e vermífugo.

Sobre algumas propriedades no nim mais especificamente
Propriedades fungicidas:
O Neem provou ser eficaz contra certos fungos que infectam o corpo humano. Tais fungos são um problema crescente e difíceis de serem controlados por fungicidas sintéticos.
São exemplos de alguns fungos combatidos pelo Neem:
Trichophyto: um “athlete’s foot” (pé de atleta) que infecta tanto a pele qto as unhas.
Epidermophyton: uma micose que infecta o cabelo, a pele e as unhas.
Trichosporon: um fungo do canal intestinal.
Microsporum: um fungo espumante que causa infecção nos brônquios, pulmões e membranas da mucosa.

Cândida: um fungo que é parte da mucosa normal da flora, mas que pode ficar fora de controle e provocar lesões na boca, na vagina, na pele, nas mãos e nos pulmões.



PROPRIEDADES ANTI-BACTERIANAS:
O óleo de Neem tem eliminado várias espécies de bactérias patogênicas, incluindo:
Staphylococcus aureus, que é uma fonte de comum de intoxicação alimentar e causadora de desarranjos.
Salmonella typhosa, esta bacteria muito temida que vive na comida e na água causa o tifo, envenenamento alimentar, e uma variedade de infecções que incluem envenenamento sanguíneo e inflamação intestinal.
PROPRIEDADES ANTI-VIRÓTICAS:
A atividade anti-virótica do Neem tem alta eficácia, paricularmente contra doenças caracterizadas  por erupções. Varíola, catapora e verruga tem sido tradicionalmente tratados com pasta de Neem, esfregando-se a mesma na área afetada. O Neem é um preventivo muito eficiente contra o vírus, mas não é a cura.
PROPRIEDADES INSETICIDAS DEMATOLÓGICAS:
O Neem é um remédio comum e popular contra piolho e verme. No Haiti, por exemplo, as folhas do Neem são esmagadas e esfregadas nos ferimentos infectados por vermes, e na Índia e Bangladesh, moradores de vilas aplicam o Neem no cabelo para matar piolhos, fato observado com grande sucesso.
O NEEM NO TRATAMENTO DENTÁRIO:
Tanto na Índia como na África milhões de pessoas usam pequenos galhos de Neem como “escovas de dente” todos os dias. Dentistas aprovam esta prática primitiva  por acharem que realmente previne doenças periodônticas. Não está claro se o benefício é devido à massagens regulares da gengiva, se por previnir a formação de placas, se pelas propriedades anti-sépticas do Neem, ou se pelas três hipóteses juntas. Companhias alemãs usam o Neem como um ingrediente ativo em pastas dental. O Neem se mostra muito eficaz na prevenção e cura de inflamações na gengiva e nas doenças periodônticas
O NEEM COMO PREVENTIVO DA DOENÇA DE CHAGAS:
O parasita Trypanosoma Crusi causa esta grave doença. Ele vive e se reproduz dentro das células nervosas e das células musculares, particularmente nas do coração, sugando toda a energia de suas vítimas.
extratos do Neem atuam sobre o mosquito que transmite a temida doença de Chagas. Os extratos não matam os insetos, ao invés, eles os imunizam contra parasitas que vivem dentro dos insetos por um ciclo de suas vidas. Uma pesquisa foi realizada e mostrou que alimentando-se os mosquitos transmissores com o Neem, não só os libertam do parasita, como também o Azadirachta impede o jovem inseto de mudar de pele e os adultos de se reproduzirem.
O NEEM COMO PREVENTIVO DE MALÁRIA:
Profissionais indianos do sistema  de medicina de Ayurveda, tem preparado doses orais do Neem e administrado em pacientes portadores de malária a séculos. A atividade anti-malárica do Neem está relatada nos livros de Ayurveda. Chás das folhas do Neem, são usados para tratar malária. Certos extratos das folhas e das sementes do Neem, já provaram sua eficiência contra o parasita da malária. O Nee reage muito bem como quinimo nas culturas de células afetadas pela malária.
O NEEM COMO ANALGÉSICO E ANTI-TÉRMICO:
O Neem é também muito eficaz como analgésico, antitérmico e anti-inflamatório, é um produto de baixo custo. O Neem é usado para estes propósitos onde quer que seja cultivado.
OUTRAS PROPRIEDADES MEDICINAIS:
Extratos de água das folhas e do óleo do Neem provaram reduzir significativamente o açucar no sangue e impedir que a adrenalina produza hiperglicemia em animais de laboratório.
O Neem demonstrou uma propriedade significativa de infertilidade em ratos machos sem interferir com os espermas atogenesis.
Extratos alcóolicos das folhas provaram curar doenças cutâneas como o eczema, impigem, etc.
Nimbidim, um componente, um amargo extraído do óleo do Neem provou possuir uma atividade analgésica e antipirética eficaz no tratamento de sarna e úlcera gastroduodenal crônica.
Nimbatikta, um elemento completamente amargo do Azadirachta indica também provou curar úlceras crônicas com eficácia.
O uso do óleo do Neem intravaginal provou ser eficaz na prevenção da gravidez.
A ficha do Nim
O Nim, Azadirachta indica A Juss, é da família das meliaceas. Recebe nomes diversos como Magousier, Lilás da Índia, Aziradac, Azadira, Margosa, Marrango ou Canye. O nome mais difundido, porém, é Nim ou Neem. Ele não deve ser confundido com seu primo, o cinamomo (Melia Azedarach L.), que também tem lá seus poderes inseticidas e medicinais e está difundido no país como ornamental.
A árvore Nim tem as seguintes características:
Chuvas - Sobrevive em regiões com pluviosidade até 150 mm/ano. O ideal varia entre 400 e 1200 mm
Temperatura - Suporta de 40 a 400 C. O ideal está entre 200C e 270 C.
Solo - Suporta solos salinos e com pouca matéria orgânica. Não su-porta alagadiços.
Altura - De 7 até 20 metros
Produção - inicia com 4/5 anos. Com 10 anos produz 30/50kg de frutas.
Propagação - Por semeadura, estacas e enxerto.
Pragas - As formigas cortadeiras atacam o Nim.
Princípio ativo - Foram descobertas 25 diferentes ingredientes ativos; pelo menos oito afetam os insetos. O principal é o triterpenoide azadiractina.
Persistência - O Nim pulverizado permanece no meio ambiente de três a cinco dias em média.

Modo de preparo
As folhas ou sementes secas, devem ser amassadas/trituradas e deixadas dentro d'água por 24 horas. Depois é só misturar este concentrado à água na proporção de dois a dez litros de extrato de Nim para 100 litros de água. Filtrar e colocar no pulverizador. Aplicar, preferivelmente, à tardinha. Como não é tóxico ao ser humano, não há necessidade de utilizar equipamento especial.

Mais informações:
Belmiro Pereira - (62) 833-2170/2119 fax: (62)833 2100 - e-mail:
nevesbp@cnpaf.embrapa.gov.br
Helcio Abreu Junior - (19) 212-0906 (Campinas-SP) - e-mail: hverde@correionet.com.br
Manoel Vieira - (17) 227 4912 (S.José do Rio Preto -SP) - e-mail: mvieira@westnet.com.br
Minor Takatsuka - (062) 203 3481 (Goiânia-GO

Notas

1.     Ir para cima Em algumas fontes, Azadirachta siamensis Val. é referida como uma variedade de Azadirachta indica. Ver, por exemplo, Limonoids and flavonoids from the flowers of Azadirachta indica var. siamensis, and their melanogenesis-inhibitory and cytotoxic activities. por Kitdamrongtham W, Ishii K, Ebina K, Zhang J, Ukiya M, Koike K, Akazawa H, Manosroi A, Manosroi J, Akihisa T.. Chem Biodivers. Janeiro de 2014; 11(1):73-84. doi: 10.1002/cbdv.201300266.

Referências

1.     Ir para cima A More Efficient Transplanting System for Thai Neem (Azadirachta siamensis Val.) by Reducing Relative Humidity. Por Suriyan Cha-um, Kriengkrai Mosaleeyanon, Kanyaratt Supaibulwatanab e Chalermpol Kirdmanee
2.     Ir para cima The Plant List. Angiosperms. Meliaceae. Azadirachta. Azadirachta excelsa (Jack) Jacobs
3.     Ir para cima Components of the essential oils of Azadirachta indica A. Juss, Azadirachta siamensis Velton, and Azadirachta excelsa (Jack) Jacobs and their comparison. Por Kohsuke Kurose, Mitsuyoshi Yatagai. Journal of Wood Science, abril de 2005, volume 51, n° 2, pp 185-188.
4.     Ir para: a b Anna Horsbrugh Porter (17 April 2006). "Neem: India's tree of life". BBC News.  Erro de citação: Invalid tag; name "bbc.co.uk" defined multiple times with different content
6.     Ir para cima S. Zillur Rahman and M. Shamim Jairajpuri. Neem in Unani Medicine. Neem Research and Development Society of Pesticide Science, India, New Delhi, February 1993, p. 208-219. Edited by N.S. Randhawa and B.S. Parmar. 2nd revised edition (chapter 21), 1996
7.     Ir para cima "Neem". Tamilnadu.com. 6 December 2012. 
8.     Ir para: a b c Neem, WebMD.
9.     Ir para cima FABRICANTE, J.R. & FILHO, J.A.D.S.. Plantas Exóticas e Exóticas Invasoras da Caatinga'. Florianópolis:Bookess, 2013. 978-85-8045-559-5.
10.   Ir para cima Ambientalistas alertam contra cultivo do nim. Diário do Nordeste, 29 de março de 2013.

11.   Ir para cima "Toxicidade do nim (Azadirachta indica A. Juss.: Meliaceae) para Apis mellifera e sua importância apícola na caatinga e mata litorânea cearense